FRANÇA: Caboverdianos apanhados em rede de documentos falsos

. Publicado em 11ª Ilha

Os documentos portugueses eram destinados a retirar vantagens nos centros de emprego franceses (um prejuízo já estimado na ordem dos 11º mil euros, bem como na abertura de contas bancárias visando contrair empréstimos. 47 pessoas já foram detidas, entre caboverdianos, portugueses, brasileiros e um maliano


 

A polícia francesa anunciou, no final da passada semana, ter desmantelado uma rede de emissão de documentos portugueses falsos. A notícia foi avançada pelo site 20 minutes e dá conta da “muito boa qualidade” dos documentos e da detenção de 47 pessoas, entre elas caboverdianos, portugueses, brasileiros e um maliano.

Segundo a notícia, a rede imprimia os documentos numa gráfica situada em Nemours, na região de Paris, local onde foram apreendidos centenas de documentos e máquinas de produção gráfica e de impressão.

Inquérito aberto em 2013

O inquérito foi aberto na primavera de 2013, quando as autoridades francesas detetaram uma carta de condução com caraterísticas duvidosas. No final desse ano, foram detidas 12 pessoas na posse de cartões de cidadão falsos que alegaram tê-los comprado, por correspondência, na região de Paris e despendido quantias entre os 200 e 350 euros, segundo uma informação fornecida pelo procurador de Marselha, uma localidade do sul de França onde reside uma vasta comunidade caboverdiana.

Ainda segundo a notícia avançada pelo 20 minutes e retomada pelo jornal português Diário de Notícias, os documentos destinavam-se, para além da abertura de contas bancárias e a contrair empréstimos, à obtenção de benefícios nos centros de emprego, que avaliam um prejuízo na ordem dos 110 mil euros.

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)