PORTUGAL: Jovem caboverdiano assassinado no Seixal

. Publicado em 11ª Ilha

Nezinho Andrade, natural da ilha do Fogo, foi baleado na cabeça quando se encontrava na varanda de sua casa. Segundo testemunhas, dois carros aproximaram-se do local, tendo destes saído alguns homem que dispararam contra o jovem e puseram-se em fuga


 

Nezinho Andrade, um caboverdiano de 26 anos, faleceu na noite deste domingo em Arrentela, Seixal (Portugal). Natural da ilha do Fogo, o jovem estava em Portugal desde há oito anos.

Ontem, pelas 22 horas, a vítima estava na varanda de um prédio (na foto) naquela localidade da margem sul do Tejo, quando foi atingida na cabeça por um tiro de arma de fogo. Segundo a edição desta segunda feira do diário português Correio da Manhã (CM), foram efetuados cinco disparos. E a TVI24 avança que “de acordo com testemunhas, foram ouvidos vários tiros depois de dois carros se terem aproximado do prédio”, sendo que “das viaturas terão saído alguns homens que dispararam contra o jovem”, tendo fugido de seguida.

Jovem trabalhador e sem inimigos

A família do malogrado Nezinho encontra-se em choque, desconhecendo-se até ao momento o que poderá estar por detrás deste homicídio, embora fontes ouvidas pelo CM considerem suspeito que a porta do apartamento contíguo àquele onde a vítima se encontrava tenha sido arrombada. Mas ninguém avança uma relação de causa e efeito entre os dois factos.

Nezinho Andrade vivia naquela casa com uma jovem, com quem tinha uma filha, sendo ainda pai de uma outra criança. A família desconhece que tivesse inimigos e nem parece haver suspeitas da sua ligação a atividades ilícitas, já que o jovem trabalhava como calceteiro.

Polícia de Segurança Pública, bombeiros e emergência médica estiveram no local, juntamente com a Polícia Judiciária, que está a investigar este caso.

com CM | TVI24

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)