EUA: Cabo-verdiano encontrado morto em Pawtucket

. Publicado em 11ª Ilha

 

Tudo leva a crer que se tratou de um acidente. Manuel Gomes e uma colega de trabalho foram encontrados já cadáveres na residência desta última, uma cidadã de origem filipina. A causa das mortes terá sido envenenamento por monóxido de carbono


O cabo-verdiano Manuel Gomes (na foto), 40 anos, emigrado nos Estados Unidos da América há mais de 15 anos foi, duas semanas atrás, encontrado morto numa residência da localidade de Cranston, em Pawtucket.

Junto ao corpo de Gomes foi encontrada também sem vida Maria Harlog, uma cidadã de origem filipina, sua colega de trabalho na Brown University, em Providence.

Os corpos foram descobertos numa dependência da residência para onde Maria se havia mudado recentemente e, segundo exames periciais médicos, os cadáveres apresentavam níveis elevados de monóxido de carbono no sangue, pelo que a causa da morte terá sido por envenenamento.

As autoridades policiais supõem que Manuel Gomes terá ido a casa da colega para reparar o sistema elétrico que não funcionava. Na dependência onde foram descobertos os corpos - um quarto -, foi encontrado um gerador que terá deixado de funcionar, residindo aí possivelmente a origem da libertação do monóxido de carbono.

Manuel Gomes, que residia em Pawtucket (Estado de Rhode Island), trabalhou durante 15 anos na Brown University que, numa nota de imprensa, realça que o cabo-verdiano “era admirado e respeitado por seus colegas e pelos alunos da instituição".

com A Semana/Pawtuckettimes

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)