PORTUGAL: Liliana Melo já tem autorização de residência

. Publicado em 11ª Ilha

 

A nova situação da cidadã cabo-verdiana, a quem foram retirados sete filhos, permite-lhe respirar de alívio e concentrar-se na recuperação das crianças, aguardando agora a decisão do Tribunal da Relação de Lisboa a um recurso interposto pela sua advogada que contesta a bizarra sentença adotada em primeira instância


Finalmente, e depois de tanto tempo de espera, a cidadã cabo-verdiana Liliana Melo, a quem foram retirados 7 filhos por não ter feito uma laqueação das trompas, adquiriu esta quinta-feira, 28, autorização de residência em Portugal.

Recordamos que, em 8 de julho último, Liliana entrou no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) com um pedido de legalização, tendo-lhe na altura sido garantido que receberia uma resposta dentro de três semanas. Porém, tal não veio a acontecer, o que provocou a indignação dos integrantes do grupo criado na rede social Facebook - “Mãe fica sem 7 filhos por recusar a laqueação de trompas” - que apoia a jovem emigrante cabo-verdiana. É que, apesar de Liliana Melo ter trabalho certo e legal e, por tal, efetuar descontos ao Fisco e Segurança Social, sem a autorização de residência não poderia receber os abonos de família a que tem direito pelos filhos à sua guarda, bem assim como os subsídios da Ação Social Escolar, fundamentais para poder dar uma vida digna à sua família.

Ganha esta batalha, Liliana Melo continua o combate para reaver os sete filhos que lhe foram retirados, aguardando ainda o recurso interposto para o Tribunal da Relação de Lisboa, decorrente da decisão de primeira instância, que lhe retirou as crianças com alegações que, no mínimo, são bizarras.

 

Notícias relacionadas

PORTUGAL: Liliana Melo espera e desespera por ser legalizada

SOLIDARIEDADE: Grupo de portugueses sem sido incansável no apoio a Liliana Melo

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)