Ministério da Cultura desiste do carnavaleando e canaliza recursos aos grupos

Escrito por Editor JSN . Publicado em Cultura

Fórum que acontecia na ilha de São Nicolau não será continuado pelo novo Ministro que prefere investir nos grupos, até porque conforme observou Abraão Vicente não é necessário vir ninguém de fora para ensinar como se faz o carnaval

 


Nas suas declarações ao JSN no final da sua visita de quatro dias à ilha de São Nicolau, o Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, deixou claro que o seu ministério não vai continuar com o fórum carnavaleando, iniciado pelo seu antecessor Mário Lúcio Sousa.


Os recursos que eram alocados à realização do fórum serão canalizados para os grupos carnavalescos da ilha, indicou o Ministro que prefere investir nos grupos e não num fórum até porque conforme observou Abraão Vicente não é necessário vir ninguém de fora para ensinar às gentes de São Nicolau como se faz o carnaval. “Os gastos no fórum são desnecessários” diz o Ministro para quem “São Nicolau precisa é de investimento nos grupos” que dinamizam esta tradição da ilha.


Durante a sua visita a São Nicolau, o governante aproveitou para se reunir com os dirigentes dos grupos carnavalescos da Ribeira Brava onde segundo informou-nos foi abordado o novo modelo de financiamento do carnaval.


A ideia é mobilizar entre mil e 1500 contos por grupo, o que no entender do Ministro ajuda na organização do evento e na regularização de algumas dívidas que os grupos têm pendentes.


Por outro lado, o Ministro desafiou a uma maior organização desta festa que pode ter rentabilidade na economia local. “Se conseguirmos dizer com antecedência que há carnaval aqui em São Nicolau, os pacotes turísticos e as viagens serão planificadas e planeadas com antecedência e quem ganha com isso é a ilha”, observou.


Abraão Vicente terminou ontem, quarta-feira, uma visita de quatro dias à ilha de São Nicolau.


Anísia Campinha

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)