Candidatura de Cristina Duarte à presidência do BAD é suportada financeiramente pelo Estado de Cabo Verde - PM

Escrito por Editor JSN . Publicado em Economia e Negócios

A candidatura da ministra Cristina Duarte à presidência do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) é suportada financeiramente pelo Estado de Cabo Verde, confirmou o primeiro-ministro, José Maria Neves

 

O chefe do Governo disse que está candidatura à presidência do BAD é uma questão nacional, uma candidatura a um tempo individual e de Cabo Verde e que o país está a apoia-la fortemente, contando não só com apoio do Estado como da rede diplomática.

“Há países com orçamentos avultadíssimos. O nosso orçamento é muito modesto. Há países em que há aviões à disposição, com grupos de assessores muito bem pagos à disposição, com lobbies montado, mas nós temos uma participação modéstia do Estado de Cabo Verde e prestaremos todas as contas relativamente a esta matéria”, disse sem referir ao valor.

Cristina Duarte é um dos oito candidatos à liderança do BAD, cujas eleições estão previstas para 28 do corrente , durante a reunião do Conselho de Governadores que deve decorre em Abidjan, Costa de Marfim.

É a primeira candidatura feminina, lusófona e de um país insular à presidência do BAD, uma instituição multilateral de desenvolvimento criada em 1964 com o objectivo de promover o desenvolvimento económico e o social do continente.

Além da governante cabo-verdiana perfilam na corrida Akinwumi A. Adesina (Nigéria), Sufian Ahmed (Etiópia), Jaloul Ayed (Tunísia), Kordjé Bedoumra (Chade), Samura Kamara (Serra Leoa), Thomas Sakala (Zimbabwe) e Birama Boubacar Sidibe (Mali).

Cristina Duarte, segundo a imprensa nacional, está no grupo dos três favoritos.

 

 

 

Inforpress

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)