Número de camas e estabelecimentos hoteleiros diminuíram em 2015

Escrito por Editor JSN . Publicado em Economia e Negócios

O Instituto Nacional de Estatística (INE), tornou público o Inventário Anual dos Estabelecimentos Hoteleiros. O número de camas e estabelecimentos hoteleiros diminuiu em 2015 mas o número de pessoas a trabalhar no sector aumentou


De acordo com os dados do INE divulgados hoje, os estabelecimentos hoteleiros ofereceram uma capacidade de alojamento de 10.626 quartos, 18.055 camas e 22.954 lugares.

A ilha de Santiago possui 49 estabelecimentos de alojamento turístico, correspondendo a 21,7% do total existente.

Santo Antão, São Vicente e Sal com 42, 40 e 28 estabelecimentos, representando 18,6%, 17,7% e 12,4%, respetivamente.

São Vicente foi a ilha que registou maior aumento com um acréscimo de três estabelecimentos face ao ano de 2014. Santo Antão e Maio seguem na lista com acréscimo de um estabelecimento.

As ilhas do Sal, Santiago e Brava tiveram cada uma, dois estabelecimentos a menos do que o ano anterior. Boa Vista, Maio e Fogo registaram um decréscimo de um estabelecimento cada. O INE informa que na ilha de São Nicolau não se registou variação.

O INE revela que o número de pessoas que trabalham no sector da hotelaria aumentou, "os estabelecimentos hoteleiros inventariados empregavam cerca de 6.426 pessoas, o que corresponde a um acréscimo de 2,3% em relação ao ano 2014. Os hotéis continuam a empregar o maior número de pessoas, representando cerca de 81,9% do total do pessoal".

A ilha do Sal é onde regista maior número de pessoas empregados nos estabelecimentos de alojamento turístico com “cerca de 45 em cada 100 empregados dos referidos estabelecimentos. Segue-se ilhas da Boa Vista, com 27,9% e de Santiago com 12,7%”.

O pessoal remunerado representa 98,9% do total do pessoal empregado, a maioria do pessoal empregado (90,0%), é cabo-verdiano e 59,3% desse total é mulher.

Os dados revelam também que os quartos disponíveis continuam a ter maior expressão na ilha do Sal, 47,2%. Boa Vista manteve o 2º lugar, com 24,7%, e Santiago o 3º com 11,2%.

Os hotéis continuam no topo com cerca de 75,6% dos quartos, seguidos pelas residenciais e pensões, com 7,4% e 6,7%. 

A oferta de camas concentrou-se principalmente no Sal (49,3%), seguido das ilhas da Boa Vista com 27,1%, Santiago com 9,3% e S. Vicente com 6,6%.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)