Importações e exportações registam variações negativas no segundo trimestre de 2016

Escrito por Editor JSN . Publicado em Economia e Negócios

Os dados provisórios do comércio externo, apurados pelo INE demonstram que no segundo trimestre de 2016, tanto as importações, exportações, bem como as reexportações, registaram taxas de variação negativa (-2,7%), (-12,4%) e (-10,8%), respetivamente, em relação ao período homólogo

 


Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), no mesmo período, o défice da balança comercial diminuiu 1,6%.


A Europa continua a ser o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo cerca de 98,5% do total das exportações cabo-verdianas, apesar de ter diminuído o montante das suas importações. As exportações para os outros continentes foram de montantes “pouco expressivos”.

Entre os produtos exportados por Cabo Verde no segundo trimestre de 2016, os preparados e conservas de peixes ocupam o primeiro lugar, representando 41,5% e os peixes, crustáceos e moluscos vêm em segundo com 41,2% do total. As bebidas alcoólicas constituíram o único produto com taxa de variação positiva, (28,5%), comparativamente aos montantes alcançados no período homólogo, escreve á Inforpress.


Os resultados da estatística apontam que o continente europeu continua a ser o principal fornecedor de Cabo Verde, com 77,6% do montante total (contra 79,1% do mesmo período do ano transacto), mesmo tendo uma evolução negativa de -4,5%. As exportações deste continente para Cabo Verde, diminuíram 4,5%, no período em análise.

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)