EDITORIAL: Estamos contigo, Vinda

. Publicado em Editorial

 

António Carlos de Pina passou a figurar na minha “galeria de heróis”. Heróis anónimos – sempre os mais genuínos – que se entregam generosamente ao bem comum e nos fazem acreditar na salvação deste mundo dilacerado pelo egoísmo, a ganância, a perfídia e a mais extrema desumanidade. Porém, apesar de tudo, portador de bonitas histórias de amor ao próximo


Não conheço a jovem bravense Benvinda dos Santos, nem tão-pouco o empresário – com quem falei apenas pelo telefone - que se voluntariou generosamente para mobilizar vontades em apoio a Vinda e à sua absoluta necessidade de rumar a Lisboa para se tratar de um cancro. É um caso de vida ou de morte, ademais de imperiosa urgência por se tratar de alguém na flor da idade, Seria trágico, criminoso mesmo, que por falta de recursos das autoridades públicas se amputasse um vida em flor.

Mas hoje, com redobrada esperança, verifiquei que as ministras Janira Hopffer Almada e Cristina Fontes Lima estão a acompanhar o caso e que já teriam mesmo contactado com o Ministério das Finanças para serem mobilizados recursos. É uma notícia boa que deve merecer o nosso coletivo aplauso. E é também um sinal do importante papel da imprensa e das redes sociais como instrumento de alerta dos poderes públicos.

O Jornal de São Nicolau agarrou a notícia do Brava News e da Onda Kriolu, A Semana publicou também uma peça sobre o caso da Vinda e, num ápice, um assunto que era do domínio privado de uma família, de uma localidade e de uma ilha, transformou-se num caso nacional e global. É essa a importância social da comunicação: desbravando caminhos, empunhando causas e lutando pela justiça. É isso que nos faz sentir um orgulho redobrado por sermos jornalistas e/ou cibernautas.

Mas, para além da relevância da comunicação social e das redes sociais, sem o empenhamento de António Carlos de Pina e as diligências solidárias do Dr. Eurico Pinto Monteiro – que manifestou apoio desde a primeira hora e nos conduziu ao empresário -, este assunto nunca teria adquirido a projeção que está tendo. Particularmente, resultado da generosidade do empresário bravense.

Não o conhecendo, como já disse, António Carlos de Pina passou a figurar na minha “galeria de heróis”. Heróis anónimos – sempre os mais genuínos – que se entregam generosamente ao bem comum e nos fazem acreditar na salvação deste mundo dilacerado pelo egoísmo, a ganância, a perfídia e a mais extrema desumanidade. Porém, apesar de tudo, portador de bonitas histórias de amor ao próximo.

António Alte Pinho | Editor | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.">Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Artigos relacionados

AINDA O CASO VINDA: Janira Hopffer Almada garante que está a “acompanhar a situação”

SOLIDARIEDADE: Cresce movimento para ajudar Benvinda dos Reis

SOLIDARIEDADE: Djunta mon para apoiar Vinda

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)