MOÇAMBIQUE: Juiz assassinado em ajuste de contas

. Publicado em Mundo

Dinis Francisco Nhavotso Sílica era instrutor de um processo relacionado com a recente onda de sequestro de cidadãos e foi baleado no interior de sua viatura. Na sua posse foram encontrados mais de três milhões de meticais. Um vídeo editado pelo jornal A Verdade – que reproduzimos - dá conta da trágica ocorrência


 

Um juiz do Tribunal Judicial de Maputo (Moçambique) foi assassinado na manhã de ontem, 8, numa das principais artérias da capital moçambicana, no cruzamento entre as avenidas da Malhangalane e Marien Ngouabi.

O magistrado, Dinis Francisco Nhavotso Sílica (na foto) estava responsável por um processo relacionado com a onda de sequestros que tem dominado a capital daquele país e na sua posse foram encontradas elevadas quantias em meticais (a moeda nacional) e dólares.

O magistrado seguia sozinho na sua viatura quando foi surpreendido, na altura em que parou num semáforo, por um grupo de indivíduos que dispararam à queima-roupa 22 tiros, provocando-lhe morte imediata.

Em abril passado, Dinis Sílica havia emitido um mandado de captura contra um dos suspeitos de estar envolvido na onda de sequestros, de nome Manish Cantilal. No momento da execução, o juiz seguia para o tribunal onde iria decidir se o suspeito seria restituído à liberdade ou continuava detido.

A elevada quantia em dinheiro encontrada na posse de Sílica (avaliada pela polícia em cerca de três milhões de meticais) está a suscitar polémica na capital moçambicana, razão acrescida para fazer supor tratar-se de um ajuste de contas.

com A Verdade 

Alertamos os nossos leitores que o vídeo contem imagens chocantes

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)