FAIXA DE GAZA: Porta-voz da ONU chora após ataque israelita a escola

. Publicado em Mundo

Chistopher Guiness não conseguiu conter as lágrimas, quando falava à cadeia de televisão Al Jazeera [com vídeo]. A Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina considerou o bombardeamento uma "grave violação do Direito Internacional" e exigiu que o governo israelita acabe “com o massacre"


 

Após o bombardeamento israelita a uma escola da Faixa de Gaza (em Jabaliya), que abrigava mais de três mil refugiados palestinianos, o porta-voz das Nações Unidas, Chistopher Guiness, chorou frente às câmeras durante uma entrevista à cadeia de televisão Al Jazeera, quando se referia à necessidade de respeitar os direitos dos palestinianos, particularmente das crianças.

Massacre

O ataque ocorreu na última quarta-feira, 30, provocou 19 vítimas mortais (inicialmente tinham sido indicadas 16), na sua maioria crianças, e feriu 125. No próprio dia, numa declaração oficial, o comissário-geral da Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (UNWRA), Pierre Kranhenbuhl, escreveu: "As crianças foram mortas durante o sono, o que é uma afronta a todos nós, uma fonte de vergonha universal Hoje o mundo está em desgraça", adiantando tratar-se de uma "grave violação do Direito Internacional", e exigindo que o governo israelita acabe “com o massacre" na Faixa de Gaza.

com The World Post

 

Notícia relacionada

ONU denuncia “massacre” em Gaza

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)