Papa Francisco convoca jubileu da misericórdia

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

Este jubileu será inaugurado na solenidade da Imaculada Conceição, 8 de dezembro, e se estende até a festa de Cristo-Rei, a 20 de novembro do próximo ano. O Santo Padre quer uma igreja centrada no essencial

A igreja católica vai assinalar um ano dedicado à misericórdia, em resposta a um desejo do Santo Padre que deseja uma igreja renovada e focalizada no essencial. Francisco que convocou para 8 de dezembro, a abertura do jubileu da misericórdia, já adiantou não querer uma igreja distraída do essencial, por isso, propõe “o perdão e a misericórdia” como critério imperativo “no concreto das intenções, atitudes e comportamentos quotidianos”.

O Papa diz que “a credibilidade da Igreja passa através do caminho do amor misericordioso e compassivo” e pede especial atenção “aos que vivem nas mais diversas periferias existenciais que o mundo moderno cria de maneira dramática”. Para isso, é preciso “não cairmos na indiferença que humilha, nos hábitos que anestesiam a alma e impedem descobrir a novidade, ou no cinismo que destrói”, o que implica “abrir os olhos para ver as misérias do mundo, as feridas de tantos irmãos e irmãs privados de dignidade e ouvir o seu pedido de ajuda”.

Neste jubileu Francisco dirige-se também “aos homens e mulheres que vivem no mundo do crime”, pedindo-lhes que se convertam, que “mudem de vida” e “não caiam na terrível armadilha de pensar que a vida depende do dinheiro”. O mesmo apelo é lançado também aos “autores e cúmplices da corrupção”, que o Papa define como “uma chaga putrefacta da sociedade e um grave pecado que brada aos céus, porque mina as bases da vida pessoal e social”.

Francisco espera ainda que este Ano Santo da Misericórdia “favoreça o encontro entre religiões” – sobretudo com os judeus e os muçulmanos – para se “eliminar todo o tipo de desprezo, violência e discriminação”.

 

 



Redação com RR

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)