Maio foi o mês mais sangrento de 2015 na Síria - Observatório Sírio dos Direitos Humanos

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

Segundo informação divulgada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), citado pela Agência France Presse (AFP), maio foi, até agora, o mês mais sangrento deste ano na Síria, com pelo menos 6.657 mortos na guerra no país


De acordo com a organização, baseada em Londres e que monitoriza a guerra civil no país, o número inclui pelo menos 1.285 civis, mais de metade vítimas dos ataques aéreos do regime.

O enviado da Organização das Nações Unidas para a Paz na Síria, Staffan de Mistura, condenou no domingo o bombardeamento de bairros civis pelo regime, ações que considerou "totalmente inaceitáveis".

O grupo Estado Islâmico tomou o controlo da cidade histórica de Palmyra a 21 de Maio, depois de nove dias de combates, e grupos rebeldes liderados pela Frente al-Nusra expulsaram as forças do regime de várias áreas e povoações na província de Idlib, no noroeste do país.

Desde o seu começo em março de 2011, o conflito na Síria já fez cerca de 220.000 mortos e causou milhões de refugiados.

 

 

Lusa

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)