PAIGC ameaça retirar confiança política ao Presidente da República

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

A possibilidade foi admitida este sábado, na sequência da crise que se regista com epicentro na presidência da República e na chefia do governo. O PAIGC lava as mãos e põe toda a responsabilidade do PR

 

 

O PAIGC, partido no poder na Guiné-Bissau, e que apoiou a candidatura do atual Presidente da República José Mário Vaz, ameaça retirar a confiança política ao Chefe de Estado, caso prevalecer a situação de instabilidade no país.

A possibilidade de retirar a confiança política foi admitida este sábado, durante reunião do bureau político do PAIGC que nos últimos dois dias esteve reunido para analisar de entre outros a situação política interna, na sequência da crise que se regista com epicentro na presidência da República e na chefia do governo liderado por Domingos Simões Pereira.

O bureau apelou mesmo ao restabelecimento “imediato” do diálogo institucional entre as duas figuras do Estado bissau-guineense e advertiu que a prevalecer tal situação poderá o PAIGC retirar de forma “definitiva” a sua confiança política no PR, o que a acontecer “configuraria a assunção de uma luta direta, política e judicial pela sua destituição”.

Este órgão do PAIGC atribui toda e qualquer responsabilidade pela situação que se vier a registar na Guiné-Bissau ao Presidente José Mário Vaz e nota que é o PR que se tem furtado ao diálogo institucional.

 

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)