Supremo Tribunal da Guiné-Bissau pede esclarecimentos sobre nomeação de Baciro Djá

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) da Guiné-Bissau pediu esta segunda-feira esclarecimentos à Presidência do país e à Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a constitucionalidade do decreto que nomeou o novo primeiro-ministro

 


Dois advogados entregaram uma petição no STJ alegando a inconstitucionalidade do decreto que nomeou Baciro Djá, primeiro-ministro, a propósito de um processo em que contesta a substituição dos diretores-gerais da rádio e televisão públicas.

Segundo avança uma fonte judicial a Agência Lusa, o STJ quer dar à Presidência a possibilidade de exercer o contraditório, "uma regra básica de Direito", e ouvir da PGR "um parecer", enquanto fiscal da legalidade.

Após a recepção da resposta da Presidência e do parecer da PGR, o STJ reúne o plenário dos juízes conselheiros para a fase de discussão e produção do acórdão que irá sustentar a decisão a ser tomada, indicou ainda a fonte.

A fonte não soube indicar a data em que o acórdão será anunciado, mas adiantou que devido à situação política prevalecente no país os oito juízes conselheiros que integram o plenário do STJ tiveram que adiar o início das férias judiciais.

Constituem o plenário do STJ os juízes em efetividade de funções: Paulo Sanhá, Rui Nené, Amiro Djaló, Saido Baldé, Osíris Ferreira, Fernando Té, Rui Cunha e Fernando Jorge Ribeiro.

No total são 10 juízes, sendo que Armindo Vieira está no estrangeiro em tratamento médico e Augusto Mendes encontra-se em comissão de serviço como presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau.

Recentemente foram promovidos à categoria de juízes conselheiros os desembargadores Ladislau Embassa, Lima André e Juca Armando Nancassa, mas nenhum desses poderá tomar parte na discussão do próximo acórdão por não terem sido ainda investidos em funções no STJ.

 

 

Lusa

 

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)