PS dá liberdade de voto nas presidenciais em Portugal

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

Depois de perder as eleições legislativas de 4 de outubro, socialistas querem evitar fraturas internas, por isso a liberdade de voto nas presidências de janeiro do próximo ano

 

 

O Partido Socialista português não se compromete com ninguém nas presidenciais de janeiro do próximo ano. A comissão política nacional do partido entendeu conceder liberdade de voto aos seus militantes como forma de evitar fissuras internas.

No campo político do PS estão dois putativos candidatos presidenciais: Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

A decisão de não apoiar um candidato em concreto, na primeira volta das eleições presidenciais, foi tomada na última noite em reunião da comissão política nacional do PS, depois da derrota averbada domingo nas eleições legislativas que conferiu maioria à coligação Portugal à Frente.

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)