Grupos da sociedade civil exigem na rua demissão de Dilma Rousseff

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

Milhares de pessoas são hoje esperadas nas ruas de São Paulo, Brasil, para pedir a demissão da presidente Dilma Rousseff devido ao escândalo de corrupção "Lava Jato" e à crise económica no país

 


A iniciativa da manifestação é do Movimento VemPraRua.Net, Movimento Brasil Livre (MBL) e Revoltados Online que esperam que este venha a tornar-se o maior protesto contra o Governo de Dilma Rousseff.

Há receios de confrontos entre os defensores de Dilma de os seus opositores, num momento em que o Congresso tem sofrido pressões para decidir pela destituição.

Dilma Rousseff fez no sábado, em São Paulo, um apelo para que os protestos antigovernamentais previstos para hoje não provoquem violência.

"Faço um apelo para que os protestos não sejam violentos", disse, afirmando que todos "têm o direito de ir para as ruas protestar" e que "ninguém tem o direito de ser violento".
Em causa estão a Operação Lava Jato, iniciada em março de 2014 pela Polícia Federal (PF) brasileira, que investiga um esquema de corrupção, branqueamento de capitais e desvio de dinheiro envolvendo a companhia estatal brasileira Petrobras.

Os principais envolvidos no esquema de corrupção são funcionários da companhia estatal, políticos, entre outras pessoas relacionadas com o Governo brasileiro, e já envolveu diretamente o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e podendo atingir ainda a atual Presidente, Dilma Rousseff.


Lusa

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)