PAPA: Escândalos sexuais “são a vergonha da Igreja”

. Publicado em Mundo

 

Na homilia proferida hoje na missa matinal na Casa de Santa Marta, onde reside, Francisco insurgiu-se contra o abuso sexual de menores e disse que entre os abusadores “a Palavra de Deus era rara, não tinham uma ligação com Deus: tinham uma posição na Igreja, um lugar de poder”


No dia em que um representante da Igreja Católica depõe na Comissão da ONU para os Direitos das Crianças – conforme avançamos na edição de hoje -, o Papa afirmou no Vaticano ser necessário sentir vergonha pelos escândalos sexuais que têm vindo a abalar a Igreja Católica.

“Tantos escândalos que não quero mencionar individualmente, mas todos sabemos deles, sabemos onde estão, são a vergonha da Igreja. Envergonhamo-nos desses escândalos, dessas derrotas de padres, de bispos, de leigos? A Palavra de Deus nesses escândalos era escassa; nesses homens e nessas mulheres a Palavra de Deus era rara, não tinham uma ligação com Deus: tinham uma posição na Igreja, um lugar de poder, inclusive de comodidade, mas a Palavra de Deus, não”, disse Francisco durante a homilia na missa matutina, na Casa de Santa Marta onde reside.

Aludindo por várias vezes à “vergonha da Igreja”, o Bispo de Roma defendeu ir além de uma “relação formal” com Deus.“Peçamos ao Senhor para que jamais esqueçamos a Palavra de Deus, que está viva, para que esta entre no nosso coração”, rematou Francisco.

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)