Patrões "que tratam os trabalhadores injustamente" são "sanguessugas" – Papa Francisco

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

O Papa Francisco considera que a exploração de trabalhadores é um “pecado mortal” e condenou estes “traficantes” que “vivem do sangue das pessoas e criam escravos do trabalho"

 


“Quem explora os trabalhadores são sanguessugas”, sustentou esta quinta-feira o Papa Francisco, acrescentando que trata-se de um “pecado mortal”. O Bispo de Roma fez estas considerações durante a homilia matinal, na capela da Casa de Santa Maria, a residência onde vive.


O chefe máximo da Igreja Católica alegou que "quando as riquezas são obtidas com a exploração dos outros (...) essas pessoas são transformadas em escravos", informa á Rádio Vaticano.


“Pensemos no que se passa aqui e em todo o mundo. Queres trabalhar, fazem-te um contrato de setembro a junho, sem descontos, sem seguro médico. Em junho termina e em julho e agosto tens que viver do ar, mas em setembro voltam a contratar-te", exemplificou.


Francisco sublinhou ainda que quem explora os trabalhadores são “traficantes” que “vivem do sangue das pessoas e criam escravos do trabalho".

 

 

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)