Madre Teresa vai ser canonizada a 4 de setembro

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

A canonização da Madre Teresa de Calcutá é um dos eventos mais importantes do Jubileu Extraordinário da Misericórdia. A informação foi avançada pela Santa Sé

 

 

A cerimónia está agendada para a manhã do dia 4 de setembro, sob a presidência do Papa Francisco na Praça de São Pedro, no Vaticano. No mesmo dia vai ser celebrado o Jubileu dos Voluntários e Trabalhadores da Misericórdia.


Entretanto, Skopje, cidade natal de Madre Teresa de Calcutá, na Macedónia, irá acolher no próximo dia 11 de setembro uma missa para celebrar o acontecimento. O papa Francisco nomeou o arcebispo de Sarajevo (Bósnia-Herzegovina), o cardeal Vinko Pulic, como enviado especial da Santa Sé.

É de realçar que seis anos depois da sua morte, foi beatificada por João Paulo II em 2003. O anúncio da canonização chegou em dezembro do ano passado, depois do Papa Francisco ter aprovado a cerimónia.


Em causa está a cura miraculosa de um homem brasileiro, de 35 anos, afetado por uma grave doença no cérebro, que se curou de uma forma tida como inexplicável.


Nascida em 1910, em Skopje, Madre Teresa, ou Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, morreu em 1997, em Calcutá, na Índia, onde passou boa parte de sua vida. Sua atuação como missionária rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979, mas também a antipatia do regime de Enver Hoxha na Albânia, país ao qual pertencia Skopje na época de seu nascimento.


Ela deixara a nação quando tinha apenas 18 anos e só conseguiu retornar em 1989, quando o comunismo começava a desmoronar. Seus parentes já tinham morrido, mas Madre Teresa rezou sobre seus túmulos e também sobre o do ditador que a separara de sua família. A futura santa morreu em setembro de 1997.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)