Papa condena "inaceitável tragédia" que mata 72 pessoas na Síria

Escrito por Editor JSN . Publicado em Mundo

Entre as vítimas contam-se pelo menos 20 crianças. Enquanto governo e oposição trocam acusações sobre a questão o Santo Padre já condenou o que considera ser “inaceitável tragédia”

 


Subiu para 72 o número de vítimas mortais na sequência de bombardeamento químico registado na última terça-feira, em Idib, na Síria. Entre as vítimas contam-se pelo menos 20 crianças.


Esta tragédia já foi condenada e o Papa Francisco associou a sua voz ao que considera ser “inaceitável tragédia” que vitimou dezenas de pessoas, incluindo crianças. Francisco já exprimiu a sua “firme rejeição” a estes atos “horrorizados” naquela província síria.


“Rezo pelas vítimas e seus familiares”, assegurou o Papa que faz um “apelo à consciência” de todos os que têm responsabilidade política a nível local e internacional, para que “acabe esta tragédia” e se alivie a população “esgotada pela guerra”.

 

Governo e oposição local trocam acusações sobre os bombardeamentos de ontem e culpam-se mutuamente.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)