REJEITANDO “COISAS VÃS”: Papa insurge-se contra idolatria

. Publicado em Mundo

Para Francisco é também fundamental que os cristãos resistam às tentações do poder, não se desviando-se do que é essencial. O Bispo de Roma falava ontem na oração de Angelus, que reuniu na Praça de São Pedro milhares de pessoas, no dia em que iniciou um retiro espiritual com os seus colaboradores mais próximos


 

“Devemos desfazer-nos dos ídolos, das coisas vãs e construir a nossa vida sobre o essencial”, defendeu este domingo o Papa Francisco, lamentado que a mentalidade mundana rebaixe o homem ao nível das necessidades primárias, provocando-lhe o esquecimento do que é verdadeiro, relembrando que “o caminho da fé passa também através da escuridão, da dúvida e alimenta-se de paciência e de espera perseverante”.

Resistir às tentações do poder

Para Francisco, é também fundamental que os cristãos resistam às tentações do poder, antecipando a mensagem da Quaresma. “O Senhor recorda-nos que nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. E isto dá-nos força, ajuda-nos na luta contra a mentalidade mundana, que abaixa o homem ao nível das necessidades primárias, fazendo-o perder a fome daquilo que é verdadeiro, bom e belo; a fome de Deus e do seu amor”, disse o Papa, falando aos crentes na Praça de São Pedro durante a oração de Angelus.

O Bispo de Roma iniciou na tarde de ontem um período de recolhimento até ao próximo dia 14, juntando os seus colaboradores mais próximos da Cúria Romana.

com RR

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Edição em papel

Brevemente disponível
para download em PDF
(Gratuito)