ALÍRIO CABRAL GOMES: Uma presidente de uma pequena minoria

. Publicado em Opinião

Os dados do próprio paicv confirmam que JHA obteve apenas 6.670 votos, num universo de 30 mil, ou seja, poucos a escolheram. A JHA é presidente de uma pequena minoria dentro do paicv

 


Janira Hopfer Almada (JHA) é, conforme os dados, a nova presidente do paicv e conseguiu a sua eleição logo no primeiro turno, contra pesos pesados do partido, como Felisberto Vieira e Cristina Fontes Lima que já se ressentiu das eleições.


Ora, esta eleição embora não nos diga respeito por se situar num campo que nos é alheio, merece-nos alguns comentários porquanto estamos perante uma putativa candidata a primeiro-ministro nas eleições de 2016. E é bom analisar os dados agora, pois há uma tentativa de confundir a opinião pública que se tratou de um processo democrático interno no paicv quando na verdade, e os dados o apontam, não foi.


A oposição interna falou de uma campanha desigual, da reiterada compra de votos, da utilização de dinheiro e bens do Estado, da manipulação e encomenda de sondagem numa clara tentativa de influenciar os resultados, do desaparecimento de militantes dos cadernos, entre tantos outros problemas que podem configurar fraude partidária nestas eleições, bem ao estilo do paicv.


Mas há um dado muito importante nestas eleições. A madame JHA, apesar de eleita, mereceu apoio de apenas um em cada cinco militantes do seu partido. Ou seja, uma pequena parte dos militantes votou na jovem política, o que faz dela uma presidente de uma pequena minoria no paicv.


Apesar de toda a propaganda, com recurso a órgãos públicos de comunicação social e alguns privados, a eleição não foi o que deveria ser e o paicv deve estar preocupado com este fato, pois ao contrário do que se propalou o partido não se galvanizou nestas disputas internas, podendo até reabrir feridas que nunca foram saradas.


Partindo do princípio que os dados fornecidos pelo paicv, de que existe uma base de dados com cerca de 30 mil militantes, são sérios, e confirmada a afluência às urnas de apenas, sublinho apenas, cerca de 13 mil votantes, vê-se logo que afinal estas eleições não foram nem de perto nem de longe muito concorridas, conforme noticiara no domingo à noite a TV pública.


Estas eleições foram sim uma grande decepção para o paicv. O partido não se mobilizou, não se galvanizou e não ficou mais unido e nem mais forte, apesar de ter havido três candidatos, muita campanha, muita propaganda na comunicação social e muito dinheiro pelo meio.


Os dados do próprio paicv confirmam que JHA obteve apenas 6.670 votos, num universo de 30 mil, ou seja, poucos a escolheram. A abstenção, cerca de 17 mil, é superior aos votos da sua candidatura, somados aos dos outros dois candidatos. Cerca de 56 por cento dos militantes do paicv não foi às urnas e não se revê e nem apoia nenhum dos candidatos. 56 por cento de abstenção, numas eleições que foram disputadas a três não é normal. É grave e quer dizer que dos três nomes na corrida, nenhum agradou aos militantes. Escolheu-se a “menos mal”. Os dados assim o confirmam.


JHA é presidente de uma pequena minoria dentro do paicv. É uma presidente com reduzido poder e legitimidade, sem maioria no interior do partido, sem maioria no governo que mantém-se do lado de JMN e de Cristina Fontes Lima, apesar dos maus resultados, e sem maioria no grupo parlamentar que continua, até provar o contrário, com Felisberto Vieira, portanto é presidente do paicv mas não tem o partido nas mãos.


Até o congresso muita água vai correr debaixo da ponte. Outras verdades virão ao de cima, à luz do dia, e cabeças poderão rolar, quer na Várzea quer na Achada de Santo António. Ou também pode ficar tudo como está e fingir-se, bem ao estilo paicv que está tudo bem.

E termino com esta comédia, de um ativista do paicv que face aos dados riu-se e disse: “apesar dos poucos votos ela (JHA) é presidente do paicv e pronto”, tro-lo-ló, digo eu.

 


Alírio Cabral Gomes | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar