AFINAL O SIGLA (ASA) SIGNIFICA GESTÃO DE AEROPORTOS OU DE HOTÉIS? EM QUE FICAMOS?

. Publicado em Opinião

Se o povo de Cabo Verde tivesse um Governo às alturas e cumpridor das Leis criadas pelos próprios elementos desse Governo (ex: Lei 47/VII/2009), não estaríamos a assistir a este desmando do Conselho de Administração dos Aeroportos e Segurança Aérea de Cabo Verde

 

 

Esta Lei acima referida, foi criada e promulgada para que as informações económicas e financeiras de todas as Instituições e Empresas públicas do país, com a coordenação do Ministério das Finanças, fossem divulgadas prontamente, para o conhecimento do povo eleitor e demais interessados, como mandam as regras da Democracia Universal.

Esta constante evasão a esta e outras Leis do nosso País vêem criando esse grande vacum legal e favorecendo a falta de transparência na gestão dos escassos recursos dos lesados cofres do Estado de Cabo Verde.

É urgente e inadiável que se crie condições para a constante e atempada publicação dos dados econômicos e financeiros de todas as empresas públicas, assim como as instituições públicas financiadas com o dinheiro do povo destas ilhas.

A recente notícia sobre a aquisição do Hotel Atlântico, situada na cidade de Espargos, na minha querida ilha do Sal, me deixou muito preocupado e apreensivo.

Pois, nesta presente conjuntura, esperava-se uma maior independência das empresas públicas em relação ao Estado de Cabo Verde e não o contrário.

Esta decisão da Empresa Pública, ASA, ter investido mais de 130 mil contos (à volta de 150 mil) na aquisição do Hotel Atlântico, é-nos muito preocupante, tendo em conta outras necessidades prementes existentes no sector da Aeronáutica Civil Cabo Verdeana.

Como já é do conhecimento do público atento, o Aeroporto "Internacional" Cesária Évora, tem sido referência de pilotos e comandantes da aviação nacional e internacional, quanto à necessidade de um aparelho de navegação (ILS) que proporcionaria maior segurança aos aviões, nas aterragens e descolagens, especialmente durante as épocas da bruma seca, etc., etc..

Conforme peritos da aeronáutica civil, este referido aparelho (ILS) é conhecido tecnicamente como um aparelho de apoio à navegação aérea, de qualidade indiscutível, e que sempre impulsionou a segurança de qualquer aeroporto internacional.

Por conseguinte, com a instalação desse aparelho que custa, aproximadamente, um terço (1/3) do valor investido na compra do Hotel Atlântico, o Aeroporto de São Vicente passaria a funcionar de acordo com as exigências internacionais da aviação civil, o que, por sua vez, proporcionaria um enorme impulso à própria economia da ilha e do país.

Investir mais de 130 mil contos na aquisição de um Hotel que poderia ser aforado, a algum dos investidores turísticos interessados em investir na ilha e no país, enquanto se negligência a aquisição de um aparelho de apoio à navegação por precisão (ILS), pelo valor de apenas 50 mil contos (1/3 dos cerca de 150 mil do Hotel), é um erro grave e indícios de gestão danosa dos bens do Estado de Cabo Verde.

Qualquer um que seja o/a promotor/a desse ato de gestão danosa terá que ser punido institucionalmente e judicialmente, de acordo com as leis de gerência da coisa pública nacional.

O que nos leva a pensar que exista alguma premeditada estratégia social e política dos membros deste Conselho de Administração, em criarem novos "Tacho" para alguns fanáticos militantes do partido que suporta o Conselho de Administração da ASA e possíveis indecisos eleitores, que possam ser presas fáceis, durante as campanhas e eleições de 2016.

Uma pura e corrupta estratégia africana.

Baseando-nos nas nossas pesquisas e investigações, concluímos de que a área de negócios de qualquer empresa como a ASA é primordialmente de gestão dos "Aeroportos e Segurança Aérea" e não de gestão "Hoteleira".

 

A Voz Do Povo Sofredor

 

 

Carlos Fortes Lopes | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar