O TRÁFEGO DE DROGAS, A PROSTITUIÇÃO E A INVASÃO DE PRÉDIOS/CASAS DESABITADAS, NA CIDADE DE SANTA MARIA

. Publicado em Opinião

Os votos do PAICV e da UCID não foram suficientes para atingir os 2/3 necessários para a aprovação da proposta de lei sobre a criação do novo município de Santa Maria

 


Os estudos da viabilidade do município de Santa Maria, na ilha do Sal, confirmam as condições econômicas, sociais, ambientais e culturais que a cidade e as localidades adjacentes proporcionariam a este rico município.

Contudo, os argumentos apresentados pela Bancada do PAICV não foram suficientes para convencer os dois terços (2/3) dos Deputados Nacionais a votarem no projeto de lei.

O MpD já havia, antecipadamente, denunciado a sua tendência de voto que foi mantida até o momento da verdade.

Os argumentos do MPD, convincentes ou não, acabaram por ser determinantes neste primeiro ciclo dessa proposta de Lei.

Oportunismo ou não, do líder parlamentar da bancada do PAICV, o certo é que o grupo de cidadãos Santa Marienses foram capazes de fazer mexer alguns cordelinhos político-social a nível nacional.

Apesar desta proposta de lei ter sido chumbado pelos 27 votos contra, do MPD, o grupo demonstrou ser capaz de trabalhar em prol da cidade e município de Santa Maria.

Portanto, há que atribuir ao grupo os seus devidos méritos pelo bom trabalho em prol da cidade.

Contudo, alguns residentes da Cidade de Santa Maria continuam na expetativa de que o grupo continue na luta e que prossigam com outras exigências, junto da Câmara, Polícia Nacional, Polícia Judiciária e o Tribunal da Comarca do Sal.

Espera-se, o inicio imediato de uma nova frente de luta, contra a situação caótica social da cidade, dando corpo à luta contra o narcotráfico, a prostituição e a invasão ilegal das propriedades desocupadas.

A inércia da Polícia Nacional, Polícia Judiciária e o Tribunal da Comarca da ilha do Sal, tem sido o combustível para a alimentação da caótica e lastimosa situação social em que se encontra a cidade de Santa Maria e outras localidades da ilha.

A invasão de imóveis penhorados pelo tribunal, prostituição e tráfico de drogas, nessa cidade, são casos lastimáveis, pela forma descarada como são praticadas à barba cara de todas as autoridades salenses, especialmente os Policias Nacionais que fingem não ver ou ouvir.

O projeto de lei foi chumbado, mas espera-se que o grupo continue a trabalhar, para exigir a intervenção imediata e determinada das autoridades salenses e nacionais, à situação preocupante da cidade de Santa Maria.

Se é que estão interessados numa melhoria da cidade, devem dar o corpo a luta contra todo o tipo de ilegalidades.

A luta tem que continuar até se alcançar uma outra dinâmica que não seja das acima referidas.

Todos os defensores do Município de Santa Maria devem juntar às causas de segurança e bem estar dos cidadãos da cidade capital do turismo nacional.

 

A Voz do Povo Sofredor

 

 

Carlos Fortes Lopes | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar