CARLOS FORTES LOPES: A hora da verdade está chegando

. Publicado em Opinião

 

Já é iminente o surgimento de um movimento, pela libertação e regionalização das ilhas do Arquipélago de Cabo Verde.
Para que se alcance algum sucesso, o movimento terá que eclodir com uma revolução geral, em todas as ilhas e concelhos do país

 

À semelhança de outras revoluções; a insatisfação com a não retribuição dos impostos, abusos administrativos, arbitrárias e opressiva administração tendenciosa, insatisfação popular, como também os ideais nativistas, serão mais uma luta pela emancipação política e administrativa das ilhas de Cabo Verde.

Estamos conscientes de que esses acontecimentos poderão desencadear uma crise no governo e alguns ministros até poderão demitir e aderir à causa dos seus conterrâneos nas ilhas de origem. Pois, a situação calamitosa desta sociedade exige essa postura de orgulho humano.

Contudo, com estas mudanças, teremos que ser capazes de formar uma nova liderança política nacional, criando uma nova forma de fazer política nestas carentes e frágeis ilhas do Atlântico.

Teremos também que estabelecer as metas da determinação popular de forma a que as nossas reivindicações sejam respeitadas pela Assembleia Nacional e o Presidente da República, as duas instituições nacionais nas quais recai as responsabilidades de estabelecer um governo responsável e respeitador.

Só assim estaremos no caminho certo para o resgate do país, separando-nos do comando político e administrativo do grupo de arrogantes, casmurros e corruptos mentirosos instalados na nossa cidade capital.

Estas pobres ilhas, berço e abrigo deste Povo Sofredor, não podem continuar a ser governadas por pessoas que só se importam com o bem estar pessoal, familiar e dos seus militantes partidários.

Um país onde o próprio Primeiro Ministro já admite que decorrido um ano após a publicação no Boletim Oficial, da lei de salário mínimo, ela continua sendo ignorada pelas próprias instituições do Estado, incluindo as Autarquias Locais, o Ministérios da Educação e o do Desenvolvimento Rural, só teremos que esperar a adesão total de todos os cidadãos preocupados com o rumo desta nação cabo verdeana.

Um país onde já até se chegou ao cúmulo de utilizar dados secretos da Comissão Nacional de Eleições (fotos e outros dados), para tentar ludibriar os menos atentos e ou forçar os coitados a aderirem ao partido que governa o país, só nos resta sacudir o povo para acordarem deste sono injetado pelo sistema e sair às ruas, exigindo uma nova postura política e administrativa com um novo sistema político nacional.

 


A voz do Povo Sofredor

 


Carlos Fortes Lopes / Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar