CARLOS FORTES LOPES: Os discursos propagandistas dos governantes nacionais

. Publicado em Opinião

O discurso apresentado pelo Sr. Primeiro Ministro de Cabo Verde, nesta manhã de 25 de Janeiro 2016, na seção plenária da Assembleia Nacional Cabo Verdiana, demonstra o quão insensível têm sido as políticas deste Governo e o partido que o sustenta

 

 

 

Uma vez mais, ouvi o Sr. José Maria Neves e os seus condiscípulos parlamentares a bazofiarem a distribuição da energia eléctrica, a água e outros produtos indispensáveis no dia-a-dia dos cidadãos, apresentando dados falsos e que não correspondem à realidade do dia-a-dia do cabo verdeano comum, evitando no máximo referir uma única vez às catástrofes nacional de desemprego, insegurança e falta de profissionalismo.

Ao tentar fazer a sua propaganda partidária, o PM fingiu desconhecer o sofrimento dos pobres coitados que continuam sem condições para sustentar as suas famílias, devido ao elevadíssimo nível de desemprego existente neste país.

Este Governo sustentado pelo PAICV tem vindo a colocar alguns dos militantes do partido que sustenta este mesmo Governo em cargos de alta remuneração, protegendo os seus do desemprego que continua assolando a maioria dos cabo verdeanos.

Quando se fala de desenvolvimento infra-estrutural, não temos dúvidas de que o país cresceu e, graças a isso também endividou ainda mais o país, colocando o futuro dos jovens sem meios de produção (no desemprego) numa situação caótica e desoladora.

Este Governo construíu, de acordo com as propostas de desenvolvimento sugerido pelas Nações Unidas, esquecendo-se de trabalhar nos sectores de apoio a essas infra-estruturas, o que poderá vir a ser desastroso e contra-producente para o bom funcionamento dos mesmos.

Aliás os respectivos programas de desenvolvimento carecem de estruturas de produção e escoamento, o que põe em causa a produtividade global dessas estruturas imóveis.

Durante estes últimos dez (10) anos de governação do PAICV, Cabo Verde gastou dezenas de milhões de Euros, com os quais era possível fazer muito mais, caso os governantes fossem responsáveis e sérios. O PM esqueceu, propositadamente de falar dos graves problemas que enfrentam as populações das ilhas, devido ao centralismo doentio deste Governo.

Cabo Verde carece de uma maior exigência politico-governamental, respeitando o sofrimento das populações que continuam abandonadas e relegadas à miséria social, fruto das programações partidárias de criar miséria para se tirar proveito durante as campanhas eleitorais.

Portanto, resta-nos desejar a todos, melhores dias; que as campanhas sejam produtivas e as eleições sejam LIVRES E TRANSPARENTES.

Cabo Verde tem condições para desenvolver muito mais e, qualquer Governo homologado pelo Presidente da Republica, após a vitória eleitoral do partido que sustenta a nomeação do líder-Primeiro Ministro-tem por obrigação trabalhar com afinco para proporcionar o bem estar a todas as populações de todos os recantos do país.

 

A Voz do Povo Sofredor

 

Carlos Fortes Lopes: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar