AUSTELINO CORREIA: Santa Catarina precisa de um presidente que promova a unidade

. Publicado em Opinião

Não há lugar para injúrias, calúnias, perseguições, agressões verbais... O povo precisa de união e trabalho e não de ataques baratos, intrigas e calúnias

 



Depois de uns dias de silêncio, venho, humildemente, agradecer a todas as amigas e amigos tanto do MpD como os sem filiação partidária, particularmente jovens, que manifestaram o legítimo desejo e vontade no sentido de candidatar-me ao cargo de Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina de Santiago. A todas as amigas e todos os amigos, o meu muito obrigado!


Estranha-me, entretanto, o facto das vossas manifestações de desejo e vontade tenham perturbado um grupinho bem identificado de gente que se erige em cacique político, achando-se no direito de contrariar o modelo e regulamento de escolha de candidatos a Presidentes de Câmaras Municipais, aprovados e divulgados por órgãos competente do MpD, para vir mostrar quem deve ou não ser candidato à Câmara Municipal de Santa Catarina.


E aproveito para esclarecer a todos os santacatarinenses o seguinte:


1. Não existe qualquer candidato a Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina.


2. Está aberto um período para aqueles que se julgarem reunir condições para o cargo, manifestar a sua disponibilidade para serem sondados, nos termos do modelo e regulamento atrás referidos.


Aproveito para manifestar a minha disponibilidade em ser sondado. Caso "passar" na sondagem, junto com todos os santacatarinenses decidirei se avançarei ou não com uma candidatura.


Qualquer candidatura deve ser, em primeiro lugar, de Santa Catarina e por Santa Catarina, o que requer união de todos, independentemente da sua preferência partidária ou religiosa, tendo por meta o desenvolvimento de Santa Catarina e a melhoria de condições de vida de todos os munícipes.


Santa Catarina precisa de um Presidente de Câmara que une o concelho e trabalhe com todos, para que possamos ter um concelho unido e a trabalhar para o bem comum.


Por isso, não há lugar para baixa política, para dividir os santacatarinenses, para considerar que uns são filhos de primeira e outros de segunda, que uns sabem tudo e outros nada ou pouco sabem.


Também não há lugar para injúrias, calúnias, perseguições, agressões verbais... O povo precisa de união e trabalho e não de ataques baratos, intrigas e calúnias.


O MpD ganhou as eleições legislativas para governar bem Cabo Verde. Devemos ser humildes, cordiais nas relações com os outros, respeitar todos os nossos adversários e tomar essa vitória com sentido de muita responsabilidade, porque todos somos poucos para os desafios de desenvolvimento do país.


Apelo:


1. a todos para que elevemos a política, respeitemos os eleitores sempre e não apenas nos períodos eleitorais, discutamos políticas, ideias e projetos e, sobretudo, termos muita humildade.


2. a todos os políticos que se autoproclamam serem os melhores, os mais "letrados", os "notáveis" para refletirem um pouco sobre o que nos diz o nosso Papa Francisco: "Que o ódio deixe lugar ao amor, a mentira à verdade, a vingança ao perdão, a tristeza à alegria".


Termino juntando-me a Russell dizendo "aqueles, portanto, que por razões idealistas desejam profundas mudanças no nosso sistema social e um grande incremento da justiça devem esperar que outras forças e não a inveja sirvam de instrumentos a essas modificações.


Nsta bai pa sondagem, sim senhor, sem djobi pa lado.


Saudações cordiais a todas as amigas e a todos os amigos.


Abraços especiais à juventude de Santa Catarina. Nhos é nha inspiração pa política.


Austelino Correia | pré candidato a presidente de câmara de Santa Catarina

 

 

comments

Comentários (0)

Cancel or

Comentar


Código de segurança
Atualizar